A ANACOM responde

Designação do conjunto de tecnologias de linha digital de assinante, genericamente denominadas DSL  ou xDSL. As tecnologias DSL permitem um melhor aproveitamento da rede de acesso em cobre instalada, suportando serviços muito mais exigentes quanto à largura de banda, especialmente no "downstream" (sentido descendente, da rede para o equipamento do cliente final), perspetivando-se para o médio prazo acessos (G.Fast) com velocidades até 1 Gbps.

Variantes de tecnologias xDSL são, por exemplo:

- symmetrical digital subscriber line (SDSL): sistema de transmissão que permite a transmissão de tráfego com velocidades simétricas até nx2 Mbit/s com base em 1 ou mais pares de cobre entrançados – mais utilizados na prestação de serviços empresariais;

- linha de subscrição digital assimétrica (ADSL): tecnologia de transmissão assimétrica de banda larga que proporciona um canal downstream de até 24 Mbits/s (no caso do ADSL2+) e um canal "upstream" (sentido ascendente, do equipamento do cliente final para a rede) de débito inferior (até 1,5 Mbit/s), para além do serviço telefónico fixo na gama de baixas frequências;

- linha de assinante digital de muito alta velocidade (VDSL): evolução da tecnologia ADSL para a transmissão de dados a débitos muito elevados a curtas distâncias. Uma ligação VDSL proporciona, teoricamente, um canal downstream máximo a 51,84 Mbit/s para 300 metros (mais de 100 Mbps com VDSL2 e tecnologias de vectoring) e um canal upstream até 12 Mbit/s (até 40 Mbps com com VDSL2 e tecnologias de vectoring;

- G.fast: encontra-se em implementação uma nova norma da União Internacional das Telecomunicações (UIT) para serviços de banda larga de altíssima velocidade, até 1 Gbps. Esta tecnologia usa também os lacetes em cobre existentes para oferecer velocidades muito elevadas até uma distância de 250 metros, podendo assim eliminar os custos de instalação de fibra entre o ponto de distribuição e as habitações. A norma G.fast deverá ser aprovada no início de 2014.

5.1 Quais as limitações da tecnologia Linha Digital de Assinante (DSL)?

O DSL tem um alcance máximo a partir da central local/nó de rede: até cerca de 5,5 km para velocidades de 2 Mbps, mas reduzindo-se até cerca de 2,5 km para velocidades superiores (8 Mbps) até algumas dezenas de metros para velocidades próximas ou superiores a 100 Mbps (VDSL2). Para além da distância ao equipamento terminal, as taxas de transmissão atingíveis no downstream dependem de um conjunto de fatores, entre os quais se encontram o diâmetro do cabo de cobre e a interferência entre pares de cobre num mesmo cabo.

Por outro lado, a existência de sistemas ativos (repetidores) e bobines, por exemplo, impede a utilização do DSL e, no fundo, da utilização da oferta do lacete local (OLL) para a prestação de serviços de banda larga.

Avaliar a resposta
|
Comentários
Responde integralmente
Responde parcialmente
Não responde

Como usar:

  • Utilize frases completas, e não unicamente palavras-chave.
  • Realize perguntas únicas e concretas, especificando a informação estritamente necessária.
  • Embora não seja necessário que a ortografia seja perfeita, as perguntas devem conter o menor número de erros ortográficos possível.
  • Se não obtiver resposta, por favor reformule a sua pergunta, utilizando outras palavras ou expressões.